Junior Barranquilla 2020 - Análise Copa Libertadores

Junior Barranquilla 2020 - Análise Copa Libertadores

27 de Março de 2020

O time que enfrentou em sua estreia o nosso atual campeão nacional, o Flamengo, mostra uma campanha mediana em 2020. Entretanto, vale lembra que mesmo com um elenco inferior, o Junior Barranquila deu trabalho ao rubro-negro que venceu por um placar de 2×1.

Entretanto, o time é considerado um dos grandes da Colômbia, e pode ser um tanto quanto imprevisível em seus confrontos. Até porque, a dupla de ataque do time é perigosa, e conta com peças conhecidas no futebol brasileiro.

Campanha discreta na Colômbia

O Junior Barranquila possui quase metade da quantidade dos títulos nacionais quando comparado ao maior campeão do torneio. Entretanto, o time sempre entra na briga pela taça do Campeonato Colombiano.

Apesar disso, está com uma campanha apagada, com apenas 3 vitórias em 8 jogos, ocupando a 6ª colocação no campeonato. Porém, possui apenas 1 derrota, e acumula 4 empates, somando assim 13 pontos.

Destaque no entrosamento e no elenco

Contratado recentemente pelo clube, Miguel Borja, já conhecido pela torcida brasileira, vem se destacando. Apesar de ser incorporado há pouco tempo, o atacante não vê problemas em se entrosar, e já marcou 4 vezes pela equipe.

Além do ex-atacante do Palmeiras, outro que vem se destacando pelo Junior Barranquila é Teófilo Gutierrez. Apesar de ser ídolo da torcida, o atacante de 34 anos possui apresenta uma campanha apagada, com apenas 2 gols.

Mesmo com algumas mudanças no elenco, o time é conhecido por apresentar um bom entrosamento. Logo, é um dos mais temidos da Colômbia, e por isso já teve presença confirmada em diversas finais do país.

Ou seja, temos um time bem conhecido e renomado em seu país quando o assunto é mata-mata. Porém, tal entrosamento pode ter sido quebrado, como podemos ver sua campanha tímida no campeonato de seu país.

Ao que parece, a queda no rendimento e do entrosamento pode ter sido causada pela saída do meio campo Víctor Cantillo. Mesmo depois de quase 4 meses da saída do jogador, o time ainda sente um vazio deixado pela sua transferência.

Apesar do entrosamento ser um fator muito bom para o time, existe uma debilidade preocupando no setor ofensivo. Isso porque simplesmente não há um “fazedor de gols” no elenco. Foram apenas 9 gols em 8 jogos, média de quase 1 gol por jogo.

E aí, professor?

O treinador do Junior Barranquila é Julio Comesaña, o qual é bem conhecido pela sua torcida. Isso porque são nada menos que 9 passagens pelo time, onde vive num relacionamento de amor e ódio. Entretanto, o técnico de 71 anos já conquistou o torneio Apertura após o seu retorno em 2019.

Todas essas passagens fizeram com que o capitão Julio conhecesse bem o seu navio. Pois em suas últimas entrevistas, pontuou justamente a falta de gols pelo time nos últimos jogos.

O Junior Barranquila na Libertadores

O fato de o time ser temido em competições mata-mata pode ajudar nos playoffs da Libertadores. Entretanto, não sabemos sequer se o time vai passar pela fase de grupos.

Ainda que a Libertadores esteja suspensa, o time já acumula 2 derrotas, para o Flamengo e para o Independiente del Valle. Enquanto temos uma derrota mais singela para o rubro-negro, o Junior Barranquila não conseguiu segurar o ataque do Independiente por 3 vezes.

Porém, sabemos que futebol é futebol, e ainda temos mais 4 rodadas para acontecer na fase de grupos. Pode ser que essa paralização seja saudável ao Junior Barranquila, para que o time possa se concentrar em sanar seus pontos fracos.