Delfín 2020 - Análise Copa Libertadores

Delfín 2020 - Análise Copa Libertadores

2 de Abril de 2020

O time do Delfín não vem fazendo um bom campeonato equatoriano e a fase não é muito boa. Assim, sua participação na libertadores também tem sido muito ruim o que dificulta uma vaga nas oitavas.

O Delfín no campeonato equatoriano

O clube Delfín está jogando o campeonato equatoriano e também participa da Copa libertadores da América 2020. Desse modo, o mesmo não está nada bem no campeonato local e amarga a penúltima colocação.

Ao todo são 16 equipes que participam do torneio que não é considerado um dos maiores da América. Então, o Delfín ocupa a 15° colocação na classificação geral e possui os seguintes números:

  • 3 pontos ganhos
  • 4 jogos disputados
  • 1 vitória
  • 0 empates
  • 3 derrotas
  • 4 gols a favor
  • 7 gols contra
  • -3 de saldo (gols)

Ou seja, a campanha não é boa e o time conseguiu apenas uma vitória e sofreu 3 derrotas. De fato, o clube é o atual campeão do campeonato, vencendo a edição de 2019.

Além disso, os gols marcados são menores do que a quantidade de gols sofridos, o que deixa o saldo negativo. Por certo, se o Delfín almejar algo na libertadores terá que melhorar muito.

Contratações do Delfín para 2020

O time do Delfín é o atual campeão em seu país, porém perdeu muitos jogadores após a conquista. Dessa maneira, eles foram vendidos e foi necessário realizar novas contratações, que são:

  • José Valencia: atacante
  • Oscar Benítez: ponta
  • Jhon Cifuente: atacante
  • Alain Baroja: goleiro
  • Martín Alaniz: ponta
  • Agustín Ale: zagueiro
  • Jonathan González: lateral

Conforme podemos notar, foram diversas contratações para suprir a ausência dos atletas que saíram. Houve uma troca recente no técnico da equipe que agora é Carlos Ischia que possui muita experiência.

Assim, ele já dirigiu diversos clubes, tais como o Deportivo Quito, Barcelona do Equador e Strongest.

Destaques da equipe

Logo após o desmanche no time, sobraram poucos jogadores que podem ser de confiança no time. Carlos Garcés é atacante e também o capitão do Delfín, além de fazer alguns gols importantes.

Nesse ano de 2020, ele já marcou duas vezes e está no clube desde 2017, o que aumenta a confiança.

O que esperar do Delfín na libertadores 2020?

Mediante a tudo que já foi visto em relação ao clube, é possível perceber que ele terá dificuldades na libertadores. Pois, está presente no grupo G que possui o Santos e o Olimpia que são fortes na competição.

Além disso, até o momento vem fazendo uma campanha muito irregular, ocupando o terceiro lugar na tabela de classificação. Veja alguns números a respeito do time na competição:

  • 1 ponto ganho
  • 2 jogos disputados
  • 0 vitórias
  • 1 empate
  • 1 derrota
  • 1 gol a favor
  • 2 gols contra
  • -1 de saldo (gols)

Por certo, os resultados não são bons e isso dificulta uma classificação a próxima fase da libertadores. Com isso, a projeção é de que o time busque uma classificação a Sul-Americana ficando na 3° colocação.

Embora tenha empatado com o Olimpia, terá de jogar muito futebol se quiser tentar chegar as oitavas. Nesse sentido, o desmanche do time pode ter prejudicado a equipe que não vem fazendo boas atuações.